RANGEL LIMA - Psicólogo, Coach e Palestrante

Artigos



O poder das crenças e seu impacto sobre a vida e os nossos negócios

08/03/2018

A percepção é o ato pelo qual tomamos conhecimento de um objeto do meio externo. Em geral, ela é constituída 90% pela nossa mente, cérebro, estado interno, entre outros fatores. Literalmente, nós não enxergamos com os nossos olhos, nós enxergamos com base no que está em nosso cérebro. Você já observou que geralmente tendemos a encontrar tudo o que estamos procurando? Por exemplo, se definirmos em nosso interior a intenção de comprar um carro X, assim que começamos a pensar em comprar esse carro, nós, de repente, passamos a ver aquele modelo em todos os lugares. Essa dinâmica é chamada de atenção seletiva.
 
A neurociência comprovou que o que vemos e percebemos na vida, nas outras pessoas, na nossa carreira, nos nossos relacionamentos, na criação da riqueza, etc., são identificadas pelo cérebro e processadas com base em nosso conteúdo mental. É como se andássemos pela vida com filtros perceptivos dando forma e cor a tudo o que enxergamos. Esses filtros perceptivos são chamados de crenças, as quais atuam no sistema mente-corpo-emoção, influenciando os nossos relacionamentos, a carreira, a saúde, a personalidade, etc.
 
Todos nós temos crenças. Elas dão consistência às nossas vidas. As crenças, como tal, não são o problema. Elas são ilusões úteis, capacitando-nos a administrar a experiência. Pensamentos e ideias embutidas na nossa mente subconsciente, muitas vezes vindas da mais precoce infância, podem interferir em nossos desejos conscientes. Seremos mais capacitados e capazes de tomar conta da nossa própria vida e destino se soubermos detectar e trabalhar nossas crenças disfuncionais. Alguns pesquisadores afirmam que 95% das nossas crenças são mentiras. Se isso for verdade, estamos sendo guiados por regras falsas.
 
As crenças estabelecem tendências dentro da mente que depois orienta e direciona a nossa percepção. Assim, nosso filtro perceptivo torna-se um atrator auto-organizante dentro da personalidade. Pode nos fazer enxergar as coisas por meio da dúvida, da descrença e da rejeição, criando o filtro pessimista que eventualmente cria a personalidade pessimista. Por outro lado, a pessoa que aprendeu a pensar em termos de possibilidades, franqueza, crescimento, mudanças e oportunidades eventualmente aprende a ver a carreira e os negócios nestes termos. O que começou como um pensamento torna-se o contexto da mente, depois um filtro perceptivo e, após, torna-se o estilo da personalidade até formar a personalidade. Todavia, quando mudamos os nossos filtros, mudamos as nossas experiências e, no final, transformamos a nossa personalidade. Em outras palavras, se você não gosta do que está encontrando no mundo, nos relacionamentos, nos negócios, nas suas finanças, na sua saúde, na sua personalidade, etc., pode ser que seja em decorrência daquilo que está na sua mente!
 
Mas a boa notícia é que você pode mudar as suas crenças. Para fazer essas mudanças, primeiro tome consciência da crença limitante a fim de que ela seja analisada; segundo, desmonte a crença de um modo tal que é praticamente impossível para ela reconstruir-se e; reedite, substituindo a antiga crença por uma nova crença fortalecedora. A nova crença deve ser gerada pela própria pessoa, de modo que ela se ajuste completa e naturalmente com a visão de mundo e valores desta pessoa. Mudando suas crenças, seus filtros terão um novo foco e influenciarão seus hábitos a fim de criar novas possibilidades que conduzam à felicidade, prosperidade, saúde e sucesso. Até a próxima!

Autoria: Rangel Lima - Psicólogo e Master Coach






topo