RANGEL LIMA - Psicólogo, Coach e Palestrante

Artigos



Líderes Eficientes, Equipes Vencedoras

15/03/2018

A medida que as organizações precisam aprender a lidar com mudanças cada vez mais rápidas, as equipes vão se tornando cada vez mais importantes. A medida que o estilo de liderança tradicional, hierárquico, perde importância, um novo estilo de liderança de equipes em rede vem ocupando o seu lugar. Os líderes se veem como membros de tudo quanto é tipo de equipes, incluindo equipes virtuais, autônomas, multifuncionais, entre outras.
 
Muitos dos líderes atuais enfrentam um dilema: enquanto a necessidade de montar equipes eficazes vem crescendo, o tempo disponível para a formação dessas equipes vem diminuindo. E um desafio comum enfrentado por estes líderes é a necessidade de montar equipes em ambientes de mudanças rápidas com recursos limitados. O processo de reengenharia e racionalização, quando conjugado com o aumento da demanda por serviços, leva a uma situação em que a maioria dos líderes tem mais trabalho a fazer e cada vez menos funcionários para ajudar a fazer.
 
Pesquisas envolvendo milhares de participantes, mostrou que feedback e acompanhamento focados podem aumentar a eficácia da liderança - conforme a avaliação de subordinados diretos e de colegas de trabalho (Goldsmith e Morgan, 2004). Uma abordagem alternativa para a formação de equipes que tem ajudado líderes a fortalecer o trabalho em equipe sem perda de tempo é o processo de coaching executivo voltado para o desenvolvimento da liderança.
 
Para implementar com sucesso esse processo de montagem e fortalecimento de equipe, o líder terá de assumir o papel de coach ou facilitador, e lutar contra o impulso de agir como “chefe” ou “instrutor”. Como afirma Jack Welch, CEO da General Eletric, “no futuro, todos os líderes serão coaches, quem não desenvolver essa habilidade será automaticamente descartado pelo mercado. ”
 
Mais melhorias no trabalho em equipe tendem a ocorrer quando os membros da equipe desenvolvem as suas próprias estratégias de mudança de comportamento, em vez de apenas executarem a estratégia de mudança imposta a eles pelo “chefe”.
 
A variável-chave de sucesso para a mudança bem-sucedida de comportamento de liderança não é o coach em si. As variáveis que determinam o progresso a longo prazo dos executivos que fazem coaching, são os próprios líderes (coachee) e seus colegas de trabalho.
 
O processo funciona por ser altamente focado e disciplinado, por incluir feedback, feedforward (ideias e orientações para o profissional visando o aperfeiçoamento de competências) e acompanhamento continuo, não perder tempo, e motivar todos os membros da equipe a centrarem esforços no seu desenvolvimento pessoal. Além disso, incentiva os participantes a se concentrarem em seu auto aperfeiçoamento.
 
Experimente! O processo é rápido e logo nos primeiros meses você já vai evidenciar o progresso. Com o trabalho eficaz em equipe se tornando cada dia mais necessário, o pouco tempo que você investe neste processo pode produzir um grande retorno para você, para a sua equipe, e um ainda maior para a sua organização.

Autoria: Rangel Lima - Psicólogo e Master Coach






topo