RANGEL LIMA - Psicólogo, Coach e Palestrante

Artigos



7 dicas para manter a organização e melhorar a performance

22/07/2017

O estado mental, comumente chamado ‘estado de espírito’, determina toda ação humana. Desde a época de Sigmund Freud (1900), vem se estudando em profundidade os aspectos influenciadores da mente e corpo humano. Após esses longos anos de muito estudo, pesquisas e conclusões, chegou-se a um consenso de que dois fatores determinam nosso potencial: os internos e os externos.

Os fatores internos seriam aqueles constituídos biologicamente, ou seja, herdados geneticamente, divididos em: constituição psicofísica, aptidões (vocação) e os motivos e interesses. Já os fatores externos seriam determinados pelo meio externo (pós-nascimento), constituídos por: condições ambientais, capacidades (aprendizagem) e pelos fatores socioeconômicos. 

Sendo assim, o potencial humano é influenciado por essas duas forças, o que determina as diferentes características uns dos outros. Destarte, cada pessoa nasce com um “pacote” de habilidades e competências que vão sendo desenvolvidas, estruturadas e aprimoradas ao longo da vida, sendo que o resultado dessa interação vai determinar o caráter e a personalidade de cada indivíduo. Por exemplo: organização é uma qualidade desejada em toda pessoa, principalmente quando se refere a mercado de trabalho. Entretanto, o sujeito que é extremamente organizado, chegando ao ponto de tal qualidade lhe causar sofrimento psíquico, geralmente tem uma estrutura psicológica muito rígida, podendo muitas vezes estar sofrendo do transtorno obsessivo compulsivo, o qual já foi comentado em edições anteriores. Dessa forma, é desejável que a pessoa desenvolva o equilíbrio, administrando sua vida pessoal e profissional com inteligência e sabedoria. Caso o descontrole e o desequilíbrio estejam afetando alguma dessas áreas, é mister procurar analisar o que não está bem e corrigir. Entretanto, se não conseguir melhorar esses aspectos sozinho, ou com a ajuda de amigos e familiares, será necessário procurar auxílio profissional.

Seguem algumas dicas para melhorar seu planejamento pessoal e profissional:


1) Faça uma lista de prioridades e tarefas a serem cumpridas no dia, no máximo dez itens, priorize a lista em ordem decrescente (das mais importantes para as menos importantes) e não se preocupe se não der tempo de fazer tudo;
2) Planeje seu trabalho e tenha sempre um plano B;
3) Coloque a lista de prioridades em prática: delegue o que puder para sua equipe (se tiver); determine um prazo para todos os itens; avalie cada item e de uma nota para o grau de dificuldade de cada problema; separe um tempo do seu dia para resolver cada questão de sua lista de prioridades; coloque as tarefas que não foram concluídas a tempo entre as prioridades do dia seguinte;
4) Organize sua agenda, ela tem que ser vista e feita como se fosse um plano de ação, uma ferramenta de produtividade. Cada pessoa adota um método diferente. O importante é ter visão do todo, saber como será sua vida em um dia, uma semana ou um mês;
5) Faça o telefone trabalhar por você. Quanto mais você sobe na hierarquia de uma empresa, por exemplo, menos os subordinados lhe telefonam. O líder, então, deve tomar a iniciativa. Ligue para seus subordinados e fique atento às nuances da voz de quem fala com você. Aproveite, também, para desenvolver a habilidade de questionar uma pessoa em pouco tempo;
6) Use um caderno de anotações: essa é uma boa dica de lembrar de detalhes de dia a dia;
7) Torne a tecnologia uma aliada.

Faça uso dessas dicas e organize-se para o sucesso. 

Autoria: Rangel Lima - Psicólogo e Master Coach






topo